Meu dinheiro

Pix: tudo sobre a nova forma de pagamento do Banco Central

26/04/2021

12 minutos de leitura

Pix: tudo sobre a nova forma de pagamento do Banco Central

O Pix, sistema de pagamento instantâneo brasileiro, lançado recentemente pelo Governo Federal, já conta com mais de 200 milhões de transações, 65 milhões de usuários cadastrados e mais de 125 milhões de chaves Pix registradas.

A nova forma de pagamento tem como principal finalidade otimizar a digitação das operações financeiras entre os brasileiros, além de aumentar a competitividade no mercado, reduzindo também a utilização do dinheiro em espécie.

Somado a isso, a ideia do Banco Central é reduzir o custo, aprimorar a experiência dos clientes, além de incentivar a eletronização do mercado de pagamentos de varejo.

O sistema de transações bancárias chega também com a proposta de promover a inclusão financeira e preencher lacunas existentes nos sistemas de pagamentos disponíveis para a população em geral.

Mesmo com pouco tempo de utilização, o Pix já ganhou a preferência de muitos brasileiros na hora de realizar as mais diversas transações financeiras.

Segundo uma pesquisa do IBOPEdtm, 60% dos entrevistados já preferem utilizar a nova forma de pagamentos na hora de transferir ao invés das opções mais comuns, como DOC e TED, por exemplo.

Para você que deseja entender melhor o que é o Pix e como usar esse sistema, continue lendo esse artigo e saiba como adotar esse novo jeito de realizar transações financeiras que já é sucesso entre os brasileiros. Confira!

O que é o Pix?


Criado pelo Banco Central, o Pix é um novo formato de pagamento instantâneo para a realização de transferências de maneira rápida e fácil.

Com ele, você não precisa mais esperar dias ou horas para que o pagamento seja compensado na conta do beneficiário.

Isso porque, o dinheiro cai na conta em poucos segundos em qualquer dia, horário e também aos finais de semana e feriados. Ou seja, as transações são realizadas em tempo real e sem a intermediação de terceiros.

Além da transferência entre pessoas físicas, é possível fazer pagamentos para os mais diferentes estabelecimentos comerciais, como lojas, bares, restaurantes, hotéis e agências de viagem, por exemplo.

Com o novo sistema, você também pode fazer o pagamento de taxas de serviços e recolhimento de impostos, além de efetuar compras online e offline.

A vantagem é que o Pix é um meio de pagamento gratuito para pessoas físicas; entretanto, ele poderá ter a cobrança de tarifas para operações feitas por pessoas jurídicas, dependendo da instituição bancária onde ocorrer a transação.

Quem pode usar o Pix e como se cadastrar?


Para você que deseja entender como funciona o Pix e quem pode usar, saiba que esse sistema pode ser adotado tanto por pessoas comuns como por empresas de diferentes portes e segmentos, desde que tenham contas correntes ou digitais.

Outra vantagem de adotar o novo sistema é que, para se cadastrar, você não precisa baixar um aplicativo e passar por várias etapas como acontece para abertura de conta corrente, por exemplo.

O serviço fica disponível no próprio aplicativo do banco que você já utiliza. Basta seguir as orientações para cadastrar as suas chaves Pix, que é uma identificação da sua conta para a realização das transferências.

Facilite a sua vida financeira em um único app. Clique aqui e faça parte do Meubank.

Principais diferenças entre Pix, TED e DOC

Você realmente sabe o que é Pix, TED e DOC? Se também fica na dúvida quando vê essas siglas, não precisa se preocupar, pois, essas confusões são muito comuns entre os usuários.

Pensando nisso, para que você entenda de uma vez por todas o que significa cada uma delas, vamos explicar as principais diferenças e características. Confira!

PIX

Essa é uma sigla completamente nova, mas que chegou ao mercado prometendo facilitar a vida dos brasileiros. Como já falamos, o Pix é uma nova modalidade para a realização de transações bancárias em qualquer dia, horário e que é gratuita para pessoas jurídicas.

Com esse novo sistema, é possível fazer transferências para pessoas físicas e também para pessoas jurídicas, independentemente do segmento de atuação.

TED

Já o TED é um método de transferência que é velho conhecido dos brasileiros. Para você quer saber para que serve Pix, entender o que significa essa sigla também é fundamental.

Basicamente, TED é a abreviação para Transferência Eletrônica Disponível, que possibilita a movimentação de dinheiro entre contas bancárias de diferentes instituições.

Nesse formato, não há limite de valor e o beneficiário pode receber a quantia no mesmo dia, desde que a operação seja feita até as 17 horas. O valor para a transação custa em torno de R$10 a depender da instituição bancária.

DOC

Certamente, essa sigla também não é novidade para você, mas deve te deixar na dúvida sobre a sua finalidade e características. O DOC significa Documento de Ordem de Crédito permite que os usuários realizem transferências de, no máximo, R$ 4.999,99.

Diferente do Pix do Banco do Central, neste sistema de pagamento, a compensação do crédito na conta de destino somente é efetivada no dia útil seguinte, ou em até dois dias úteis, quando realizado em feriados ou finais de semana.

O valor para operação custa cerca de R$ 20 quando presencial e R$ 10 caso seja realizado por canais online. Vale lembrar que essas tarifas podem variar dependendo da instituição bancária.

Como funciona o Pix?


O Pix é um novo sistema de transações que promete acabar com a burocracia para as transferências bancárias tanto para a população em geral quanto para as empresas.

Mas para utilizar esse recurso da forma correta, é preciso entender como funcionam os seus mecanismos e tecnologias.

Chave Pix

As chaves do Pix são uma espécie de códigos utilizados para identificar a sua conta, que servem para representar o endereço da sua conta no novo sistema de pagamento.

Com esse formato de pagamento, é possível adotar quatro tipos de chave Pix em uma conta, sendo eles: o CPF/CNPJ, e-mail, número de celular ou qualquer outra chave aleatória que escolher.

Basicamente, essas chaves são recursos que permitem que você receba ou faça uma transferência ao invés de fornecer outras informações, como banco, nome, CPF e número de agência e conta como acontece nos casos de DOC e TED.

As pessoas físicas podem fazer o registro de até cinco chaves, sendo que as pessoas jurídicas têm a possibilidade de cadastrar até 20 chaves por conta. Vale lembrar que não é possível adicionar uma mesma chave em mais de uma conta corrente.

Se desejar adicionar o seu CPF, por exemplo, como chave também em uma outra conta que seja o titular, você precisará fazer a portabilidade de chaves para mudar o vínculo para outra instituição bancária.

Pix por QR Code

Agora que você entende o que é chave Pix, é importante lembrar que também é possível utilizar QR Code para a efetivação das transações no novo formato de pagamento.

Por meio dessa solução tecnológica, você, pessoa física ou jurídica, que receberá o valor deverá apresentar um QR Code, que pode ser lido por qualquer tipo de dispositivo móvel. Com esse sistema, é possível usar diferentes tipos de QR Code.

O QR Code estático, por exemplo, poderá ser adotado em transações entre pessoas físicas, onde uma quantidade deve ser transferida para uma das partes.

Já o QR Code dinâmico é mais indicado para a efetivação de pagamento de compras, uma vez que disponibiliza informações diferentes para diversas transações, permitindo que sejam incluídos dados adicionais sobre a operação.

Pix por NFC - Near Field Communication


Há também o Pix por NFC, que significa Near Field Communication, também chamada de contactless ou, em tradução para o português, sem contato.

Essa tecnologia permite a realização de transações apenas pela aproximação entre dois dispositivos, podendo ocorrer entre dois aparelhos de celular, entre uma máquina de cartão ou celular ou até por meio de tags.

Neste formato de pagamento, o envio de dados acontece sem contato físico, ou seja, basta que os dispositivos estejam a centímetros de distância.

Vale lembrar que não é necessária a inserção de cartões, sendo que as transações são realizadas com total segurança e sigilo entre as informações trocadas.

Para que a operação seja efetuada no Pix pagamento, é preciso que os aparelhos sejam compatíveis, já que a integração dos sistemas é feita por meio de radiofrequência, exigindo uma distância entre 2 a 10 centímetros.

Ao ser sincronizado, o NFC gera um link, onde será necessário fazer a aproximação entre os aparelhos para a efetivação da operação. Vale lembrar que não é preciso fazer configurações em nenhum dos dispositivos móveis.

No caso de um pagamento por meio de uma maquininha, basta colocar o celular perto do aparelho. Ao identificar a sincronia, automaticamente, o valor e o nome do produto serão exibidos na tela do smartphone para que o usuário possa fazer a aprovação.

Facilite a sua vida financeira em um único app. Clique aqui e faça parte do Meubank.

Conheça o Meubank


Já conhece o Meubank? Somos a sua Carteira e Conta Digital Multiativos que ingressa no mercado para garantir mais liberdade e autonomia na hora de guardar, converter, investir e usar seu saldo para transferir e realizar transações financeiras quando, como e onde quiser.

Nosso objetivo é proporcionar total autonomia e liberdade para que os nossos usuários possam administrar seu dinheiro e tomar as decisões do jeito que preferirem.

Além de oferecemos transações financeiras facilitadas, como pagamentos de contas, transferências, saldo, extrato, pagamento de boleto, depósito, o Meubank disponibiliza ainda a possibilidade de investimentos e conversão de criptomoedas, utility tokens, pontos e recompensas, futecoins, esfera gamer, ativos digitais e tradicionais.

Conclusão

O Pix é uma tecnologia que vai facilitar e muito o seu dia a dia, evitando que você pague taxas para transações financeiras. A grande vantagem é que os valores são transferidos em qualquer hora do dia e da semana (alô, sábado, domingo e feriados).

Você não precisa mais esperar o prazo de compensação para efetivar uma transferência de dinheiro. A boa notícia é que o sistema realiza a operação aos feriados e finais de semana.

Com o Pix pagamento, você também não precisa baixar um aplicativo para utilizar as funcionalidades do novo sistema.

Mas vale lembrar que pessoas físicas e jurídicas precisam ter uma conta corrente ou uma conta digital para usar o novo sistema de pagamento do Banco Central. E o melhor de tudo é que a população em geral, quem é pessoa física, não paga nada para fazer essas operações financeiras.

É possível realizar a transferências por meio de chaves Pix, que são uma espécie de código de identificação da sua conta. Além disso, é possível utilizar ainda a tecnologia QR Code e o NFC - Near Field Communication, um sistema de aproximação entre os dispositivos.

Agora que já conhece todas as vantagens de usar essa nova forma de pagamento, na hora de abrir uma conta digital, conheça o Meubank.

Como estamos em fase de implementação, o aplicativo ainda não está liberado para todos, mas se você quiser fazer parte do Meubank, entre agora no nosso site e se inscreva para fazer parte.

Os cadastrados terão acesso antecipado aos nossos serviços, além das melhores oportunidades de investimentos. Acesse agora mesmo o site e conheça os serviços oferecidos pela nossa Carteira e Conta Digital Multiativos.

Aqui você encontra facilidade para comprar multiativos em uma Carteira e Conta Digital Multiativos. Diversifique sua carteira com segurança e liquidez, use o Meubank.

Fique por dentro das novidades

Assine nossa newsletter e receba nosso conteúdo assim que sair.